Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 25 de maio de 2011

10 questons sobre o 22 de maio em Chantada.

Antom Fente Parada.

Na imagem Susana López Abella, actualmente com Beatriz Mato na Junta da Galiza; Ramón Barreiro, defenestrado politicamente após perder contra Feijoo na carreira do PP pola Junta e de nom alcançar a presidência da Deputaçom de Lugo; Alfredo Suárez Canal, ex-conselheiro de Medio Rural; e Manuel Lorenzo Varela, antigo alcaide polo PP e deputado provincial por esse partido que votara contra o cobro do cánon e que agora lidera INTA, vencedora sem ambagens das eleiçons do 22 de maio que chegou a disputar-lhe o concelheiro número 13 ao PP. INTA obteve finalmente 5 vareadores, o BNG 3, o PP 3 e o PSOE passou de 4 a 2 vareadores nom alcançando nem os 1.000 apoios.

1º) A direita chantadina alcança uns resultados sem parangom desde 1991, precisamente quando a direita se esgazara também em duas candidaturas. Os "independentes" da direita chegam até onde as siglas do PP nom chegárom nunca e mobilizando ao eleitorado como nunca. A soma do PP e de INTA (que nos passados comícios tinham 6 vareadores como PP) é de 8 vareadores (1.292 votos PP e 2.401 voto INTA).

2º) Esta vitória da direita produze-se num quadro em que a ascensom da extrema-direita em todo o Estado (os melhores resultados do PP na história) convida a pensar que muita gente votou em chave de estatais e que um grande número de tradicionais votantes do PSOE virou para a direita, ao tempo que outros somárom-se à abstençom para castigar nestas "primárias" ao PSOE pola sua política neocon. Destarte em toda a Europa regista-se umha defenestraçom continuada da Terceira Via enquanto sobe a direita liberal e a extrema-direita xenofóbica: os Auténticos Finlandeses, Marine Le Pen ou Soares Coelho som exemplo disto perante a caída de Papandreu, Zapatero ou Sócrates.

3º) A abstençom revela em muitas mesas que a participaçom, longe do discurso tradicional, pode favorecer à direita. Existiu nesta pequena abstençom em Chantada (em torno ao 20%) um bom número de jovens que nom votárom e que som aderentes da esquerda e, nomeadamente, do BNG. Outros que nunca votariam PP sim aderírom ao projecto de INTA.

4º) O voto-poder mostra-se mais importante do que, em princípio, se julga nomeadamente no rural que segue a ser o grande handicap do BNG de Chantada, especialmente mesas como Nogueira ou Líncora (6'67% dos votos e 9'31% dos votos respectivamente) face outras mesas rurais como Sam Fiz (22'32%), Muradelhe (23'72%) ou Laxe (25%). INTA raramente chega ao 40% nas mesas da vilta enquanto supera essa percentagem, por vezes com amplitude (sem chegar nunca a 50%) nas mesas do rural agás em Adá e Sabadelhe. A soma de direita no rural supera sempre 60% dos sufrágios agás em Mariz, Laxe e Adá.

5º) As siglas PSOE som umha carga engadida a dia de hoje. As diferenças do PSOE chantadino e a sua constante e contínua descomposiçom botárom por terra umha excelente legisltura no capítulo de gestom e inversons. Está claro que nom avonda com isto pois passárom de 1864 votos a 966 votos num duríssimo castigo do eleitorado. Só recebírom os vareadores que dá a alcaldia  historicamente esteja quem esteja nela: 2.

6º) O candidato mais valorado na vila e entre a mocidade foi sem dúvida Ildefonso Pinheiro, mas a lousa de governar até o último dia com o PSOE provocou que o BNG nom for quem de aproveitar a queda do PSOE como sim aconteceu noutros concelhos como Ponte Vedra ou Teu. Em todo caso, o BNG recebeu apoios novos com respeito a há quatro anos perdendo votos de 2007 a prol de INTA e da abstençom e ganhando alguns do PSOE, do PP e de novos votantes. Na vila os resultados do BNG som francamente bons e entre a mocidade ainda melhores.

7º) Vistos no contexto galego os resultados do BNG chantadino som excepcionais. Mantém a sua representaçom, perde pouquíssimos votos (mas o censo baixou em mil votos, se bem subiu a participaçom), num contexto onde nom existiam "governos amigos" e onde as diferenças com o PSOE, que incumpriu o pacto durante toda a legislatura, eram sobradamente conhecidas. Aliás, o BNG passa a ser a segunda força mais votada e principal alternativa para além de cabeça da oposiçom. Nom é difícil adivinhar um processo de descomposiçom e reorganizaçom do PSOE que o fagam voltar a sua situaçom tradicional (1 concelheiro) nem um apoio do PP a INTA que poda provocar umha "limpeza" no PP (solicitada já encubertamente por Manuel Lorenzo Varela na comparecência em Televinte do domingo) para umha posterior "reunificaçom" onde o PP passe a ser INTA mantendo apenas as suas siglas.

8º) O ciclo de Manuel Anxo Taboada na política municipal tocou a sua fim ao tempo que a cabeça de Susana López Abella pende dum fio, se bem os excepcionais resultados do PP na Galiza nom fam apremiar a "anexom" de INTA na direcçom do PPdG. 

9º) Manuel Lorenzo Varela, após deixar o concelho endividado em mais de sete milhons de euros, com a obra da rua Xoán XIII e a sua financiaçom com Aquagest e com a ruinosa negociaçom do eólico volta a ser alcaide. As redes clientalares, o tu a tu e a campanha casa por casa som muito mais eficientes que a difamaçom e a campanha suja do PP ou que a cordialidade e a campanha "informativa" do BNG. Quanto ao PSOE, a sua campanha praticamente nom existiu em grande parte pola guerra interna que sofre este partido entre os antigos independentes, que controlam o aparato (Surribas, Neira, Taboada, etc.), e os socialistas chantadinos históricos (Maridora, Gisi, etc.).

10º) Com participaçom no governo, com umha gestom impecável e com umha valoraçom do candidato excelente o BNG chantadino nom pode mostrar-se satisfeito ainda quando as siglas BNG nom ajudem precisamente nestes intres muito. Nas passadas passou-se de 1 a 3 e essa barreira parece agora infranqueável. Nom soubemos traduzir a simpatia polo nosso projecto em votos, ainda quando o nosso mitin e a nossa ceia-apresentaçom durante a campanha fossem os mais concorridos (como há quatro anos). No entanto, seria umha leitura embotada nom vermos que somos a oposiçom realmente existente e que isso nos pom numha muito boa situaçom, especialmente na vila, para podermos atingir nas próximas eleiçons mucicipais um excelente resultado que nos permita governar e jubilar dumha vez a velha caste política chantadina que nos conduziu e nos conduzirá muito provavelmente a um beco sem saída. Os vindouros comícios em chave estatal e nacional serám também importantes para ir vendo a evoluçom do BNG e necessitarám de campanhas cada vez mais coordenadas, extensas e que cheguem a mais e mais vizinhança. A esquerda chantadina avança nom tanto como gostariamos muitos, mas a sua ascensom semelha imparável.




2 comentários:

Nora disse...

I have never read so wonderful article before, I have learned more after read your article. Thanks a lot! By the way, we sale the best hair straightener in our Ghd Australia online store.You will get a big surprise. The other online stores are ghd uk and Ghd Australia

Unknown disse...

From technical climbing gear to outdoor clothing, The north face discount delivers high performance, quality and style.